terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

O dia em que a dentista virou paciente

Marquei a consulta. Dia 04 de fevereiro às 15hs. Cheguei na hora, então não fiquei aguardando na recepção. Mas, observei que alguns pacientes estavam saindo.

Minha amiga Angela (@LightAngie) me recebeu com aquela simpatia de sempre e me orientou a sentar na cadeira. Rapidamente me sentei e ainda não tinha me ligado que naquele momento eu era a paciente. Ao invés de fazer minha queixa como todo paciente normal, comecei a fazer o diagnóstico. Quando me toquei, pedi desculpa e caímos na risada. Dentista é fogo mesmo! Já vai com o diagnóstico pronto, ainda mais radiologista. Só faltou o plano de tratamento….kkkkkk Que mico!

Resolvi ficar bem quietinha e não atrapalhar. A @LightAngie me examinou, e toda delicada aplicou a anestesia. Depois começou a remover a restauração fraturada. Fiquei estática, apesar do som ambiente, que era composto por músicas agradáveis, eu só conseguia ouvir o som da caneta de alta rotação. Isso porque, eu como dentista, já estou habituada com este barulho. Mas, neste dia, o barulho me pareceu diferente. Claro! Muito diferente…Afinal, eu era a paciente e não a dentista.

Depois de uma restauração novinha e uma bela limpeza com direito a aplicação de flúor, chegamos na minha área…RADIOGRAFIA! E ao ver a minha radiografia, já fui querendo diagnosticar. Que paciente mala, hein! Por favor, amiga @LightAngie, na próxima consulta me proíba de falar. Será que todo dentista que vira paciente é assim?

image

Um comentário:

  1. Amiga mas a Angela entende que é força do hábito e não por mal =D

    ResponderExcluir